Evento
01/09/2017, 01:03

Mediamorfosis quer aprofundar o debate sobre os impactos da tecnologia na produção e consumo de conteúdo

Os desafios trazidos pela era digital são muitos e iniciativas que se propõem a dividir experiências, apresentar casos  e contribuir para a criatividade e inovação são bem-vindas. O Mediamorfosis chega para debater os impactos da tecnologia na forma como se produz e se consome conteúdo nesse novo contexto. O evento está marcado para os dias 15 e 16 de setembro, na Unibes Cultural, em São Paulo.

O diretor e curador do Mediamorfosis, o argentino Damián Kirzner, que tem mais de 25 anos de experiência em cinema, rádio e TV, é um dos que disseram sim ao evento. A série "Fugitivos" (2000), uma adaptação da produção "Wanted", do Reino Unido, foi um divisor de águas na carreira de Kirzner, que passou a ser visto como referência em conteúdo transmídia, produzido em plataformas múltiplas. No evento, Kirzner falará sobre sua experiência no jornal La Nación, onde exerceu a função de Gerente de Desenvolvimento Audiovisual e Transmidia nos últimos dois anos.

Já Sara Bozanic, diretora do Instituto de Design Transmedia, cuja sede fica na Eslovênia, tratará do design transmídia e de como é possível contar boas histórias em plataformas diferentes, extraindo e explorando o potencial de cada uma delas. Ainda no espectro da transmídia, confirmou seu posto no painel a cineasta peruana Rosemarie Lerner, que vem a ser sócia e diretora da produtora Lucida Media, que se dedica àquele tema e a documentários.

Christian Bennett, diretor global de Audiovisual do periódico britânico The Guardian, também está confirmado na plenária. A audiência do site do jornal, que desde o lançamento das suas edições digitais para os Estados Unidos e Austrália viu o número de visitantes-mundo subir para mais de dois terços do total, é tema de sua apresentação.

A experiência das iniciativas na área digital e os desdobramentos delas nos negócios da Skydance Interactive, que desenvolve a tecnologia da realidade virtual para games e consoles da Skydance Media, será abordada pelo SVP da empresa, Spencer Hunt. Também da área de games, Nick Fortugno tratará de storytelling para jogos, assunto que é sua especialidade. Fortugno é professor de design de games na Parsons, em Nova York, e diretor criativo da Playmatics, empresa que trabalha no nicho de desenvolvimento de jogos, experiências de usuário, aplicativos para redes sociais e plataformas on-line.

Hal Kirkland vai trazer sua experiência como diretor de VR ao Mediamorfosis. Multipremiado, fundou a empresa Audio Tour Hack, que tem entre suas missões mudar a forma como exposições de arte são percebidas, com percursos alternativos de audiointeratividade. Julie Andem, diretora e roteirista da série SKAM, sucesso absoluto na Noruega exibido pela TV pública NRK, também participa do evento. Mari Magnus, responsável pela coordenação e edição do conteúdo web da série, que conta com mensagens de texto e posts em redes sociais dos próprios personagens, se junta à discussão.

O Mediamorfosis Brasil acontece na Unibes Cultural, em Pinheiros, e é uma realização do Brazilian Content, projeto de exportação da BRAVI em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Entre os temas a serem abordados estão realidade aumentada, realidade virtual, conteúdo mobile, web, redes sociais, novas plataformas e meios digitais.

Criado na Argentina, a primeira edição do evento no Brasil aconteceu em agosto de 2015 como uma iniciativa do Brazilian Content de ampliar seu escopo de atuação, abrangendo assuntos que vão além da produção exclusivamente para a televisão. As discussões propostas no Mediamorfosis interessam a profissionais e estudantes das indústrias de comunicação, tecnologia, publicidade e audiovisual.

Os ingressos já estão disponíveis para compra online.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top