Rio Screening & Seminars
01/10/2002, 22:13

Steve Solot diz que há espaço para filmes latinos nos EUA

POR ALEXANDRE PATEZ GALVÃO

O painel da tarde do Rio Screening & Seminars desta terça, dia 1, tratou dos mercados norte-americano e latino-americano para os filmes produzidos na América Latina. Steve Solot, vice-presidente sênior da MPA para a América Latina e Brasil, ressaltou as limitações encontradas pelos filmes latinos no mercado de exibição (theatrical) dos EUA. Ainda que os hispânicos sejam o grupo étnico que mais vai ao cinema nos Estados Unidos , a penetração dos filmes produzidos na América Latina permanece aquém do potencial de consumo de produtos de entretenimento dessa população (a quarta nas Américas, maior que a população da Venezuela). Dos 25 filmes de língua estrangeira que mais faturaram no mercado latino-americano em todos os tempos, apenas um foi de língua espanhola (?Como Água para Chocolate?, em quarto lugar).

Atuação das majors

Os representantes das majors que atuam nos mercados latino-americanos de exibição (theatrical) destacaram a disposição de produzir e de fazer circular os filmes latinos no continente e pelo mercado norte-americano – apesar de Solot lembrar que a produção de cinema latino não é a principal atividade das majors que atuam na região. Um importante investimento nesse sentido foi feito recentemente pela Disney, em parceria com a Telefônica, na Miravista, companhia pan-regional que objetiva gerar filmes de qualidade para que possam ser distribuídos em todo o mundo.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top