Congresso Brasileiro de Cinema
01/12/2003, 16:17

Assembléia muda natureza do CBC

POR ANDRÉ MERMELSTEIN, DE FORTALEZA

O Congresso Brasileiro de Cinema não é mais o representante exclusivo da classe cinematográfica no País. Em resolução aprovada no início da tarde desta segunda, dia 1°, em Fortaleza, a assembléia do CBC aprovou um novo texto que, segundo membros da entidade, "obriga a diretoria a uma interlocução mais intensa com os associados e uma busca maior de consenso".
Leia a íntegra do texto, intitulado "Da natureza do CBC": "O CBC é uma entidade em busca do consenso, que em consonância com a dinâmica própria das entidades associadas visa o desenvolvimento da política nacional do Cinema e do Audiovisual do Brasil. Seu caráter de representação é aglutinador e de convergência de propostas, representa demandas específicas quando solicitado por uma ou mais entidades do setor envolvido, desde que não contrarie decisão anterior de Assembléia Geral."

Debate

O primeiro dia de reuniões do V Congresso Brasileiro de Cinema, no domingo, dia 30, já foi marcado por um longo debate sobre qual deve ser o caráter da entidade. O nó da questão foi justamente a resolução do IV Congresso que define que o CBC é a única entidade representativa de toda a classe cinematográfica (o Congresso funciona como uma espécie de federação, reunindo desde associações e sindicatos de técnicos e realizadores até exibidores e locadores de equipamentos). Esta resolução dá poder à entidade para falar em nome "do cinema", o que acabou gerando desencontros durante este ano, especialmente em questões vitais para a indústria, como o posicionamento em relação à Ancine.
Parte dos congressistas defendeu a aprovação de uma nova resolução, retirando esta representatividade incondicional e criando uma nova instância de debates para cada nova questão que apareça.
O V CBC vai até a próxima quinta, 4. TELA VIVA acompanha os debates a convite do Congresso Brasileiro de Cinema.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top