CCS
02/06/2003, 18:35

Anatel diz que TV comunitária é tecnicamente viável

POR REDAÇÃO

O superintendente de serviços de comunicação de massa da Anatel, Ara Apkar Minassian, participou da reunião do Conselho de Comunicação Social (CCS) desta segunda, dia 2, para falar sobre o Projeto de Lei do Senado nº 575/99, que cria o serviço de TV comunitária. O projeto foi remetido pelo Senado para que o CCS elabore um parecer a seu respeito. Minassian ressaltou que, ao contrário da rádio comunitária, que ocupa pouco espaço no espectro de freqüências e tem um custo de implantação baixo, o serviço de TV comunitária terá um custo de implantação mais alto e, até o ano passado, estava impossibilitado de ser implantado por falta de espaço no espectro de radiofreqüências brasileiro (um canal de TV ocupa 6 MHz contra 0,2 MHz de uma rádio FM, por exemplo). Mas no ano passado a agência reformulou o Plano Básico de Canais de TV e incluiu 2.796 canais de baixa potência (chamados de classe C), com 1,6 kW de potência e área de cobertura de 14 km. Desta forma, do ponto de vista técnico, a agência não vê nenhum empecilho para que seja instituído o serviço de TV comunitária. A agência também não tem ainda uma estimativa dos custos de implantação do serviço. Segundo Minassian, atualmente no Brasil há 436 canais de geradoras em uso contra 3.631 canais disponíveis e; 9.770 canais de retransmissoras em uso contra 12.416 disponíveis.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top