Cinema
02/09/2002, 13:00

Festival de Curtas de SP aunucia os premiados

POR REDAÇÃO

O 13º Festival Internacional de Curta-Metragens de São Paulo apresentou os premiados do evento. A cerimônia aconteceu na noite de sábado, 31 de agosto, no Museu da Imagem e do Som de São Paulo, e foi conduzida pela jornalista Domingas Person.
O evento registrou recorde de inscrições brasileiras – 160 filmes – e de obras exibidas – 426, representando 54 países dos cinco continentes. Foram 223 sessões, 18 salas participantes e três cidades na itinerância (Rio de Janeiro, Santos e Porto Alegre).
Apesar do caráter não-competitivo, o público paulistano, estimado em 20 mil espectadores, pôde avaliar os filmes ao final das sessões e, destas avaliações, foram eleitos os dez melhores títulos internacionais e os dez melhores brasileiros.
Os filmes brasileiros mais votados pelo público do festival foram: "À Margem da Imagem", de Evaldo Mocarzel; "Artesãos da Morte", de Miriam Chnaidermann; "Como Se Morre no Cinema", de Leulane Loiola Corrêa; "Dadá", de Eduardo Vaisman; "Dona Cristina Perdeu a Memória", de Ana Luiza Azevedo; "Morte", de José Roberto Torero; "Na Lona", de Wagner Morales; "O Encontro", de Marcos Jorge; "Palace II", de Fernando Meirelles & Kátia Lund; e "Um Trailer Americano", de José Eduardo Belmonte.
Os internacionais foram "Ária", de Pjor Sapegin, da Noruega; "Boanoitequeridinha", de Daniel Zeff, da Inglaterra; "Câmera lenta", de John Krokidas, dos Estados Unidos; "Estamos Quites", de Francisco Torres, da Espanha; "Gente que Chora S.A.", de Hatem Khraiche, Cuba-Espanha; "O Milharal", de Patricia Riggen, do México; "Sem Sal", de Gustavo Salmerón, da Espanha; "Três Irmãs no Lago da Lua", de Julia Kwan, do Canadá; "Uma bala", de Edgar San Juan & Ibon Antuñano, do México; e "Véspera de Natal", de Mario Martinez, do México.
Também foram oferecidos prêmios pelos apoiadores do festival. Foram eles:

* Prêmio de Aquisição Canal Brasil: "À Margem da Imagem", de Evaldo Mocarzel; "Dona Cristina Perdeu a Memória", de Ana Luiza Azevedo

* Prêmio TV Cultura de Curta-Metragem: "Lugar Comum", de Leo Falcão, e menção honrosa para "Vaidade", de Fabiano Maciel

* Prêmio ABD- SP: "No Passo da Véia", de Jane Malaquias

* Prêmio Mix Brasil: "Sexy", de Tom Whitman

* Prêmio Espaço Unibanco de Cinema: "À Margem da Imagem", de Evaldo Mocarzel; "Artesãos da Morte", de Miriam Chnaidermann; "Como Se Morre no Cinema", de Leulane Loiola Corrêa; e "Dadá", de Eduardo Vaisman

* Prêmio Cine Mambembe: "O Lobisomem e o Coronel", de Elvis Kleber Figueiredo e Ítalo Cajueiro

* Prêmio Revelação: "Tabaco", de Henrique Rodriguez, e menção honrosa para "A Encomenda", de Alan Minas

O Prêmio Revelação é voltado para a renovação de talentos e é resultado da parceria entre uma série de empresas atuantes no setor audiovisual. O filme "Tabaco" recebeu oito latas de negativo Kodak 35 mm; três diárias de câmera Aaton 35 mm; R$ 6.000,00 em locação de equipamentos de luz e maquinária da Quanta; revelação e preparação para telecine de oito latas de negativo 35 mm nos laboratórios MegaColor e Curt & Alex Associados; duas horas de telecine off-line nos EstudiosMega; cinco horas de mixagem na JLS.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top