Agenda
04/12/2015, 19:58

Seminário debate programação destinada às TVs públicas

Será realizado na próxima segunda-feira, dia 7, o Seminário de Programação da Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Públicas, na Cinemateca de São Paulo.

A mesa de abertura, às 9h, terá a presença do diretor-presidente da ANCINE, Manoel Rangel, do Secretário do Audiovisual, Pola Ribeiro, e do Diretor Geral da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Asdrúbal Figueiró. Integram a mesa também os representantes das associações de TVs Públicas: Paulo Miranda (Presidente da Associação Brasileira de Canais Comunitários – ABCCOM); Fernando José Garcia Moreira (Presidente da Associação Brasileira de Televisão Universitária – ABTU) e Israel do Vale (Presidente da Associação Brasileiras de Emissoras Públicas, Educativas e Culturais – ABEPEC).

Durante dois dias, profissionais do mercado audiovisual compartilharão reflexões sobre questões que se impõem aos públicos infantil, jovem e adulto, para propor formatos de programação com destinação inicial às TVs públicas.

Este é o segundo ano consecutivo do Seminário, promovido pela Ancine, pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura e pelo Governo Federal, em parceria com a Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

A primeira Chamada Pública da Linha de Produção de Conteúdos destinados às TVs Públicas, divulgada em setembro deste ano, recebeu adesão de todas as regiões do País, com número recorde de inscrições.

Com o objetivo de regionalizar a produção de conteúdos audiovisuais independentes, foram abertos cinco editais em todo o Brasil, o que resultou na participação de 26 unidades federativas e 768 propostas inscritas – maior número já alcançado por uma linha do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). Do total de propostas inscritas, 94 foram selecionadas, contemplando 83 empresas brasileiras independentes.

Já em fase de produção, os projetos contemplados na primeira Chamada Pública da Linha, começarão a ser exibidos a partir do segundo semestre de 2016.

Comentários

1 Comentário

  1. Geraldo A. Lobato Franco disse:

    Esse pode ser um caminho para a troca de ideias e demonstração de condições adequadas para o desenvolvimento de docs científicos e tecnológicos que venham a aumentar o impacto de linhas de ensino e pesquisas para últimas séries de formação geral, primeiras séries universitárias e para o ensino técnico como um todo.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top