Política audiovisual
05/02/2007, 18:24

MinC lança Programadora Brasil

POR REDAÇÃO

O Ministério da Cultura lançou nesta segunda-feira, 5, a Programadora Brasil. Trata-se de um projeto de difusão do cinema brasileiro que possibilitará a exibição de recentes produções nacionais e filmes históricos em circuitos não-comerciais, atendendo a cineclubes, pontos de cultura, escolas e universidades públicas e privadas, entre outras instituições. A Programadora, criada pela Secretaria do Audiovisual do MinC em parceria com a Cinemateca Brasileira e o Centro Técnico Audiovisual, será dirigida por Leopoldo Nunes, diretor da Ancine e já conta com uma seleção de 126 títulos, abrangendo nove décadas da produção nacional. Os filmes, disponibilizados em DVDs, estão organizados em 38 programas temáticos e direcionados a públicos variados. O projeto inclui também a publicação de uma revista, que acompanha os DVDs (nos quais estão incluídos extras e encartes informativos) e a manutenção de um site na Internet.
Com um investimento de R$ 1,2 milhão para as fases de implantação e lançamento e um orçamento previsto de R$ 1,5 milhão para 2007, a Programadora Brasil visa um trabalho permanente, com lançamentos regulares de novos programas.
A distribuição dos DVDs é feita exclusivamente para pontos de exibição de circuitos não-comerciais, que devem se cadastrar através do site www.programadorabrasil.org.br tendo uma pessoa jurídica vinculada. Os DVDs são disponibilizados unitariamente, pelo valor de R$ 25; em pacotes de três DVDs, custando R$ 70; sete DVDs, por R$ 130; ou 38 DVDs, por R$ 600.

Acervo

Entre os filmes da programação está o longa ?Terra Estrangeira? (1995), de Walter Salles; ?Cidade Oculta? (1986), de Chico Botelho; e o documentário ?O Prisioneiro da Grade de Ferro ? Auto-retratos? (2004), de Paulo Sacramento.
Outros programas do catálogo são os formados por um longa e um curta-metragem, como ?Estorvo? (1998), de Ruy Guerra, acompanhado pelo curta ?Acossada? (2005), de Karen Black e Karen Akerman; e a produção carioca ?Cafuné? (2006), do cineasta Bruno Vianna, acompanhado de ?Mina de Fé? (2004), de Luciana Bezerra.
A seleção de curtas-metragens conta com programas como ?Animações para Adultos?, uma compilação de seis filmes de diferentes estilos, produzidos entre 2001 e 2005; ?Memórias da Boca do Lixo?, com quatro curtas lançados de 1984 a 2005 que retratam o cinema marginal e seus personagens; e ?Curtas Infantis 2?, quatro produções realizadas entre 2002 e 2005.

Memória

Entre os títulos restaurados presentes no catálogo da Programadora Brasil está ?Bebel ? Garota Propaganda? (1967), de Maurice Capovilla; e ?Meteorango Kid ? O Herói Intergalático? (1969), de André Luiz Oliveira.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top