Agenda
05/02/2014, 18:39

Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental será realizada entre os dias 20 e 27 de março

POR REDAÇÃO

A 3ª Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental será realizada entre os dias 20 a 27 de março, em São Paulo. Neste ano, o evento trará produções nacionais e internacionais de mais de 30 países recentes sobre questões ambientais. Segundo os organizadores do evento, a maioria das obras que serão exibidas são inéditos no Brasil.

Os filmes estão divididos em cinco mostras: Mostra Contemporânea, que apresentará obras com os temas economia, campo, energia, povos e lugares; mostra Retrospectiva Histórica, que neste ano exibirá filmes do cineasta japonês Kaneto Shindo; Mostra Infantil; Mostra Competitiva Latino Americana e uma homenagem ao jornalista Washington Novaes, que dirigiu as séries “Xingu – a terra mágica”, “Kuarup”, “Pantanal” e “Xingu – a terra ameaçada”, entre outras produções.

Dentre os destaques da Mostra Contemporânea estão os documentários “Sinfonia do Solo” de Deborah Koons Garcia, viúva de Jerry Garcia do grupo Grateful Dead, “Somos Todos Cobaias?” de Jean-Paul Jaud, “O Homem Vaca” de Andy Heathcote e Heike Bachelier, “A Síndrome de Veneza” de Andreas Pichler e “A Criação como nós a vimos” de Ben Rivers. Este último mostra três histórias míticas da República de Vanuatu, uma ilha-nação localizada no Oceano Pacífico Sul. Inédito no Brasil, o filme é do mesmo diretor de “Two Years at Sea”, vencedor do Prêmio da Crítica no Festival de Veneza, e “Slow Action”.

Entre os filmes de ficção, os destaque são “Terra da Esperança” de Sion Sono, primeiro longa-metragem de ficção japonês inspirado no desastre nuclear de Fukushima, e “A Quinta Estação” de Peter Brosens e Jessica Woodworth, diretores premiados em Veneza com “Khadak” (2006) e selecionados em Cannes com “Altiplano” (2009).

Já a retrospectiva histórica trará filmes do diretor e roteirista japonês Kaneto Shindo, que morreu em 2012 aos 100 anos. Nascido em Hiroshima em 1912, Shindo escreveu mais de 200 roteiros e dirigiu 49 filmes, com destaque para “Filhos de Hiroshima”, da década de 1950, que conta a história sobre uma professora que retorna a Hiroshima após o bombardeio atômico. O filme foi projetado na edição do Festival de Cannes de 1953.

Premiação e Circuito Universitário

Este ano a Mostra trará, pela primeira vez, uma premiação dos melhores filmes latino americanos e um circuito universitário, que levará filmes e debates a diferentes instituições de ensino.

Serão premiados os melhores filmes escolhidos por uma comissão julgadora e também por voto popular. As cédulas de votação estarão disponíveis nos locais das sessões, durante o período de realização da Mostra.

O circuito universitário será realizado durante todo o mês de março, envolvendo alunos em debates temáticos. Entre as instituições participantes estão Mackenzie, USP, PUC, São Judas, Casper Líbero e Fundação Getúlio Vargas.

A 3° Mostra Ecofalante de Cinema Ambiental será realizada nas salas do Reserva Cultural, do Cine Livraria Cultura, do Cine Olido, do Centro Cultural São Paulo, do Museu da Imagem e do Som (MIS) e Matilha Cultural. Além das exibições dos filmes, a Mostra promoverá debates com vários realizadores de diferentes nacionalidades. Toda a programação é gratuita.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top