Broadcast
05/06/2002, 21:00

Radiodifusores reagem à declaração de Quadros

POR REDAÇÃO

O vice-presidente do SBT, José Roberto Maluf, reagiu às afirmações do ministro das comunicações quanto à não urgência da definição do padrão para TV digital. Quadros e Maluf falaram no segundo dia do III Fórum Brasil de Programação e Produção, realizado pela Converge Eventos, em São Paulo. Afirmando que os broadcasters já foram claros o suficientes quanto a suas necessidades para implantar a DTV no Brasil, Maluf citou que a faixa de 6 MHz, portabilidade, mobilidade, alta definição e interatividade são os requisitos para que a TV aberta possa competir em igualdade de condições com as mídias já digitalizadas ou em fase de digitalização. "As operadoras de telefonia celular puderam escolher a tecnologia (CDMA, TDMA ou GSM) que melhor lhes conviesse, sem depender de qualquer contrapartida comercial. A TV não pode pagar por promessas como a compra de aço nacional, por exemplo."
Roberto Franco, vice-presidente corporativo da Record, presente na platéia, completou as afirmações de Maluf, explicando que comparações com os modelos e públicos europeu e norte-americano não devem ser feitas, uma vez que o brasileiro depende quase que exclusivamente da TV aberta para seu lazer e informação.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top