Audiovisual
06/05/2003, 17:10

TVs vêem com bons olhos incentivos para produção regional

POR REDAÇÃO

O ex-ministro Pedro Parente, atual vice-presidente executivo da RBS, e Claudia Quaresma, diretora de afiliadas e licenciamento da TV Globo, manifestaram simpatia a iniciativas do governo que ajudassem as emissoras regionais de TV a cumprirem as cotas de produção local previstas no projeto de Lei 256/91, de autoria da deputada Jandira Feghalli (PCdoB/RJ). Pedro Parente ressaltou que quando estava no governo enxergava a questão de incentivos públicos por outro ângulo e que, portanto, era a princípio contrário a qualquer iniciativa de ajuda às redes de TV. Mas admite que, estando hoje do outro lado, no comando de um grande grupo de mídia, observou que os investimentos necessários para que se mantenha a dinâmica de produzir localmente são muitas vezes superiores aos recursos que o mercado publicitário pode oferecer. Ele considera que iniciativas como isenção fiscal para equipamentos de produção ou mesmo linhas de crédito seriam bem-vindas. Posição semelhante é compartilhada por Claudia Quaresma, que considera que o projeto de regionalização precisará se adaptar às especificidades dos mercados regionais brasileiros.

Impulso

Perguntada sobre a viabilidade técnica e artística de se implantar o projeto de regionalização em diversas regiões do país, fora do eixo Rio-SP, Lucélia Santos, atriz e representante do Conselho de Desenvolvimento Social e Econômico, defendeu irrestritamente a proposta. "Viajo muito pelo Brasil e vejo que existe muito talento espalhado pelo país, esperando uma chance. Considero que esse projeto precisará encontrar um ponto de equilíbrio, mas ele é fundamental".
Lucélia Santos, Claudia Quaresma, Pedro Parente e Jandira Feghalli participaram de debate nesta terça, 6, durante o IV Fórum Brasil de Programação e Produção, promovido por Tela Viva e Pay-TV em São Paulo. O evento continua até quinta-feira.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top