Política cultural
07/05/2003, 19:27

Eletrobrás tira regras do site, mas mantém posições

POR REDAÇÃO

O presidente da Eletrobrás, Luiz Pinguelli Rosa, recebeu nesta quarta, 7, na sede do órgão, no Rio de Janeiro, o secretário-executivo do MinC, Juca Ferreira, representantes da Secom e dos cineastas em uma reunião para desfazer o mal-estar criado após a publicação no site da estatal das regras para a aplicação de recursos destinados a patrocínios culturais da Eletrobrás. O texto foi retirado do site e ficou acertado que de agora em diante a política de patrocínios será elaborada em parceria com o Ministério da Cultura.
No texto colocado em lugar da política anterior, contudo, a Eletrobrás reforça suas posições. "Acreditamos que o apoio a projetos culturais com recursos públicos pode e deve gerar contrapartidas sociais, estruturais e compensatórias, como a capacitação de jovens para a produção cultural, definição de cotas de livre-acesso ou a preços populares para comunidades de baixa renda.
Se os recursos que os produtores culturais recebem são gratuitos, oriundos de renúncia fiscal, por que não beneficiar também um grupo de pessoas que não tem renda para usufruir da obra cultural? Muitos artistas já adotam essa prática de forma voluntária. Acreditamos que ampliar o acesso à produção cultural é uma forma de diminuir a desigualdade social no país".

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top