Recursos
07/11/2014, 17:30

Inscrições para edital Histórias que Ficam vão até dia 14

POR REDAÇÃO

A Fundação CSN, braço social da Companhia Siderúrgica Nacional, recebe, até 14 de novembro, inscrições para a segunda edição do edital Histórias que Ficam, programa de consultoria, fomento e difusão do documentário brasileiro, que vai financiar a produção de quatro filmes de até 70 minutos com temática livre. Cada projeto recebe até R$ 330 mil. O programa conta com laboratórios presenciais e consultorias de especialistas aos realizadores, desde o desenvolvimento até a exibição dos filmes.
                        
O Histórias que Ficam tem patrocínio da CSN e Namisa, por meio da Lei Federal de Apoio à Cultura/Ministério da Cultura. O concurso, de caráter nacional, seleciona 12 projetos de documentários, com temática livre, que sejam criativos do ponto de vista artístico e inovadores no uso da linguagem audiovisual. Destes, quatro serão contemplados.

As inscrições online estão abertas no site do programa. Podem se inscrever realizadores com até dois longas-metragens no currículo. Pelo regulamento, serão destacados ao final da seleção um projeto da região Norte/Centro Oeste e um da região Nordeste. Os outros dois poderão ser de qualquer outra região do país.

Ao longo do processo de realização dos filmes, os documentaristas vencedores participarão de três laboratórios (roteiro e produção; montagem; e distribuição), com profissionais de destaque em cada área, como Miguel Machalski, Marcelo Gomes, Daniela Capelato, Carlos Nader, Karen Harley entre outros.

Os realizadores ainda terão a consultoria online permanente do diretor e roteirista Marcelo Gomes (“O Homem das Multidões”, “Era Uma Vez Eu, Verônica”, “Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo” e “Cinema Aspirinas e Urubus”) e Daniela Capelato. Produtora, diretora, roteirista e consultora, Daniela produziu filmes como "Viajo Porque Preciso, Volto Porque Te Amo", de Marcelo Gomes e Karim Aïnouz; "Do outro lado do Rio", de Lucas Bambozzi; "Só Deus Sabe", de Carlos Bolado. Também assina, ao lado de Marcelo Gomes, o roteiro de "Do outro lado do rio"; "Brasil na Virada do Milênio" e “Tudo Bem, Tudo Bom”.

Finalizados, os filmes participarão da Mostra Itinerante Histórias que Ficam e serão exibidos gratuitamente em mais de vinte cidades de todas as regiões do Brasil, em 2016.

Primeira edição

Em 2013, o Histórias que Ficam recebeu 350 inscrições e deu origem a quatro documentários de diferentes regiões do país. “O Mestre e o Divino”, de Tiago Campos, de Pernambuco, conquistou os prêmios de Melhor Documentário Longa-Metragem, Melhor Montagem e Melhor Trilha Sonora do Festival de Brasília em 2013; Melhor Filme Documentário do ForumDoc BH 2013 e Melhor Filme Longa-Metragem 2013 do Festival Internacional de Pachamama.

“Os Dias com Ele”, de Maria Clara Escobar, de São Paulo, foi considerada a Melhor Primeira Obra do DocLisboa 2013; Melhor Filme pelo Júri da Crítica, Júri Jovem e Prêmio Itamaraty da Mostra de Cinema de Tiradentes 2013. Foi também escolhido como Melhor Filme do Júri Oficial e Júri Jovem do CachoeiraDoc.

“O Prólogo”, de Gabriel F. Marinho, do Distrito Federal, venceu como Melhor Filme Longa/ Média Metragem 2013 o Recine Festival Internacional de Cinema de Arquivo 2013. O edital também viabilizou a realização de “Balões Lembranças e Pedaços de Nossas Vidas”, de Frederico Pinto, do Rio Grande do Sul. Em 2013, os quatro documentários finalizados percorreram 24 cidades brasileiras, com sessões gratuitas para 5.724 espectadores.
 

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top