Fomento
11/09/2008, 15:12

Governo de São Paulo e TV Cultura lançam edital de telefilmes

POR FERNANDO LAUTERJUNG

A Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo lançou nesta quinta, 11, o projeto Telefilmes Cultura. O projeto é composto por dois editais. Um deles, realizado em conjunto com a Fundação Padre Anchieta, viabilizará a produção de telefilmes para a TV Cultura. Serão escolhidos quatro projetos, cujos direitos patrimoniais serão do produtor e a TV Cultura, conforme explicou André Sturm, coordenador da Unidade de Fomento e Difusão de Produção Cultural da Secretaria de Estado da Cultura. "Não se trata de um edital de diretor estreante. Queremos ter certeza que serão bons filmes. Na seleção, o currículo dos envolvidos serão avaliados, e faremos um acompanhamento de todas as fases de produção", disse a este noticiário. Sturm diz que a idéia é explorar o conteúdo em diferentes janelas e territórios. "A TV Cultura tem uma infra-estrutura de distribuição de venda de conteúdo", argumentou.
Os quatro telefilmes receberão R$ 600 mil da Secretaria de Cultura. Além disso, a TV Cultura também investirá sua infra-estrutura. Os escolhidos terão 12 diárias de estúdio, equipamentos de iluminação e câmeras Beta digital. Segundo Wagner La Bella, diretor de prestação de serviços da TV Cultura, a emissora cogitou usar as câmeras de cinema digital que tem em seu parque de equipamentos (duas Vipers), mas o uso dos equipamentos provavelmente elevaria consideravelmente os custos de finalização dos telefilmes.
O outro edital, este realizado apenas pela Secretaria de Cultura, é para criação e desenvolvimento de roteiro de telefilme, que premiará 10 argumentos.
Mais informações sobre os editais podem ser obtidas no site www.cultura.sp.gov.br

Alívio

Em seu discurso no lançamento dos editais, o presidente da Fundação Padre Anchieta, Paulo Markun, fez um desabafo. "Minha alegria é estar neste anúncio sem dever dinheiro para os cineastas, como estava a TV Cultura quando assumi", disse. Segundo ele, graças a esforços da Fundação, com a ajuda da Secretaria de Cultura, foi possível sanas as dívidas com produtores independentes que haviam assinado, na gestão anterior, contratos para produzir programas para a TV Cultura.
O secretário de Cultura do Estado de São Paulo, João Sayad, "provocou", o que, segundo ele, é o que faz melhor, os presentes, O secretário afirmou, em tom amistoso, que a Secretaria investiu em 2008 R$ 14 milhões no audiovisual, de um orçamento total de R$ 30 milhões. "Será que não foi demais", questionou.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top