Cinema
12/01/2004, 17:40

Nova cota de tela gera insegurança entre exibidores

POR REDAÇÃO

"Se fomos ouvidos, não fomos entendidos", diz Valmir Fernandes, presidente da Abraplex, associação que reúne os exibidores multiplex, em relação à nova cota de tela definida pelo governo. Segundo ele, o setor está inseguro para investir na construção de novas salas, uma vez que não se sabe que cota esperar para 2005. "Esse risco assusta quem quer investir no mercado. Isso não pode acontecer num país que precisa dobrar o número de salas", defende Fernandes.
O presidente da Abraplex diz que os exibidores apoiaram a cinema nacional em 2003, superando a cota de tela imposta pelo governo. Além disso, houve investimento na construção de novas telas. "Manteremos nosso apoio ao cinema nacional em 2004, mas precisamos de respostas claras para saber o que esperar nos próximos anos", diz.
Além disso, Fernandes diz que as projeções de público para o cinema nacional este ano apontam uma queda de 30%. "Que estudos são estes que podem justificar o aumento na cota?", questiona.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top