Política audiovisual
13/03/2007, 17:36

Brasil e Galícia planejam acordo de co-produção

POR REDAÇÃO

A Galícia apresenta-se como possível parceira do Brasil para a co-produção em cinema nesta sexta-feira, dia 16, quando acontece o Primeiro Encontro de Audiovisual Brasil-Galícia, em São Paulo. A Galícia é uma das províncias espanholas que mais investe no audiovisual no país e conta com uma produção regular de filmes para cinema, TV e publicidade.
Além de uma delegação de 20 produtores espanhóis, chegam ao Brasil o presidente da Junta de Galícia, Emílio Pérez Touriño; o secretário geral de Comunicação da Junta de Galícia e presidente do Consórcio Audiovisual da Galícia, Fernando Salgado Garcia; e o diretor-gerente do Consórcio Audiovisual da Galícia, Nacho Varela Ramospara. Entre os brasileiros, estarão presentes o presidente da Ancine, Manoel Rangel; e o secretário do audiovisual do Ministério da Cultura, Orlando Senna.
O objetivo do encontro, promovido pelo Programa Cinema do Brasil, é estimular parcerias de co-produção e distribuição na área de cinema entre os dois países. Além da realização de seminários e encontros de negócios, acontece também a assinatura de um protocolo de intenções para o estabelecimento de um programa de cooperação cinematográfica entre os dois países. A partir da assinatura desse protocolo, será criado um grupo de trabalho com representantes dos dois lados envolvidos, que terá seis meses para definir as bases de um acordo de cooperação bilateral na área cinematográfica.

Mostra de cinema

Além do encontro, haverá ainda uma mostra de cinema galego. A abertura acontece no Cine HSBC Belas Artes, no dia 16, com o filme "Un franco, 14 pesestas", de Carlos Iglesias. As exibições continuam na Cinemateca Brasileira e no Instituto Cervantes.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top