Festival
13/05/2013, 22:33

Cine Fest Brasil Canudos promove mostra competitiva

POR REDAÇÃO

O Cine Fest Brasil-Canudos, ponto de partida do Circuito Inffinito de Festivais, chega a sua sexta edição levando para a cidade histórica do sertão baiano produções da recente safra audiovisual brasileira. As exibições ocorrem entre 15 a 19 de maio, e devem reunir diariamente cerca de 2,5 mil pessoas. Ao todo, serão exibidos 11 filmes (cinco longas e seis curtas). Entre eles, dois curtas-metragens inéditos produzidos pelos alunos das oficinas de audiovisual promovidas pelo festival. Desde que chegou à cidade, em 2008, o Cine Fest Brasil Canudos, patrocinado pelo BNDES, reuniu cerca de 50 mil pessoas diante de sua tela. O evento vem atraindo público de cidades vizinhas, como Uauá e Monte Santo. Ao fim de todas as sessões, a população de Canudos elege o melhor filme. O vencedor leva pra casa o prêmio Lente de Cristal.

Esta será a primeira vez que o povo canudense poderá assistir filmes que falam da cultura nordestina/sertaneja. Até então, a curadoria havia privilegiado títulos de temáticas diferentes, que não tivessem relação direta com o dia a dia do público local.

Em cada dia são exibidos dois filmes: um curta e um longa-metragem, respectivamente. Na estreia, quarta-feira, será exibido "Aluga-se", de Marcela Lordy; e "Colegas", de Marcelo Galvão. Na quinta, a vez é de "A dama do Estácio", de Eduardo Ades; e "Vou rifar meu coração", de Ana Rieper. O terceiro dia, sexta-feira, é de "Linear", de Amir Admoni; e "Até que a sorte nos separe", de Roberto Santucci. No fim de semana, a programação segue com os filmes "Que tudo termine como antes", de Mariana Martinez e Daniel Caselli; e "Antonio Conselheiro, o taumaturgo do sertão", de José Walter Lima. No domingo, último dia do festival, serão exibidos dois curtas produzidos pelos jovens alunos da oficina e o longa infantil "Corda Bamba", de Eduardo Goldenstein.

Oficinas

O Cine Fest Brasil – Canudos promoverá, gratuitamente, as oficinas do B-a-Bá do Cinema Nacional para alunos da rede publica de ensino de Canudos. Nesta edição, o desafio dos alunos terá como tema a linguagem televisiva. Eles irão produzir uma edição de um telejornal local e um capitulo final da minissérie de ficção “A saga de Canudos”. Os filmes serão exibidos no telão, localizado na Praça Central, no encerramento do festival.

Dos oito filmes já produzidos nas oficinas 50% foram selecionados para festivais: três para a Mostra Geração, do Festival do Rio, e um deles ganhou menção honrosa do Festival Visões Periféricas 2011. Feito extraordinário para jovens que até seis anos atrás não sabiam nem o que era cinema.

Além da mostra de cinema e das oficinas o Cine Fest promove mais duas ações extras: Cineclubismo & Escola, que introduz o cinema dentro das salas de aula como ferramenta de ensino; e o Cine Sertão, que realiza exibições de cinema itinerantes em pequenos povoados da região.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top