TECNOLOGIA
15/11/2017, 03:36

Boca a Boca Filmes inaugura tecnologia que permite que produtoras avaliem filmes em 24 horas

POR MARIANA TOLEDO

O Instituto de Pesquisa Boca a Boca, que atua exclusivamente em pesquisa audiovisual, anuncia o lançamento de uma nova tecnologia capaz de reduzir o prazo de entrega do relatório completo de pesquisa quantitativa do mercado de filmes para 24 horas – antes, o prazo era de até sete dias.

A primeira distribuidora a fazer uso da novidade foi a Downtown Filmes, com o longa "Fala Sério, Mãe!", cuja estreia está prevista para dezembro de 2017. O teste do filme foi realizado no dia 31/10, em São Paulo, e contou com a presença de 150 convidados. O relatório final foi entregue ao cliente no dia 01/11, às 21h.

Eric Belhassem, da Boca a Boca Filmes, comenta a experiência: "O fato de entregar um relatório com os dados e gráficos da pesquisa realizada na véspera foi como 'um milagre' até para nós! O volume de trabalho para gerar 120 páginas de gráficos é muito grande – normalmente, são sete dias direto de concentração nos dados, verificações e análises detalhadas. Com o novo Sistema IPB, isso é gerado em 24 horas. Verificamos diversas vezes os dados para checar possíveis erros, mas tudo funcionou perfeitamente. Foi uma grande vitória aqui na Boca a Boca e uma surpresa, acreditamos nós, para Bruno Wainer e Jacqueline, da Downtown, que foram os primeiros a trabalhar com a gente com a inovação."

Com o lançamento, os custos para as produtoras que usufruem desse tipo de serviço foi reduzido em até 40%: "Eliminando tarefas manuais, evitamos os erros em vários níveis do processo e diminuímos os prazos. Portanto, os custos de mão de obra e serviços terceirizados foram baixados", explica Belhassem.

A partir de agora, todas as pesquisas da Boca a Boca serão geradas por meio da nova tecnologia. "O fato de ter prazo e custos menores permite a outra fatia do mercado usar essa ferramenta, a exemplo de filmes nacionais de menor tamanho que não têm um P&A tão grande quanto os blockbusters. 99% dos filmes norte-americanos e europeus passam por pesquisa de mercado. Aqui, o número é cerca de 10%, e um dos principais fatores limitantes era o valor", complementa Eric.

E ele conclui anunciando os próximos planos da empresa: "Queremos melhorar nossos sistema até conseguir entregar os relatórios em três horas. É um desafio, mas tudo indica que vamos conseguir. Estamos ainda desenvolvendo apps para o mercado de cinema e televisão e acredito que em breve já poderemos apresentá-los."

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top