TV 2.0
18/04/2013, 17:38

Vídeos: Painel discute viabilidade de projetos audiovisuais em plataformas online.

POR REDAÇÃO

Um dos criadores do canal Porta dos Fundos, Ian SBF, e o produtor executivo da Galinha Pintadinha, Juliano Prado, participaram do painel “Quem precisa da TV?” na edição deste ano do Congresso TV 2.0.

No painel, eles discutiram a concorrência entre conteúdo online e televisivo e falaram quais as fontes de receita e modelos de negócio que viabilizam produções na internet.

De acordo com Ian, a maior parte das receitas da produtora vem da publicidade e da produção de vídeos para terceiros, como o vídeo que fizeram para a rede de restaurantes Spoleto. Além disso, o programa já tem aplicativo para celular e estuda trabalhar com licenciamento.

Sobre propostas para levar o conteúdo do canal para a TV, SBF conta que a equipe do Porta dos Fundos já as recebeu, mas que acha improvável concretizar um acordo, pois não querem abrir mão da liberdade que encontram na internet. "A gente já teve conversas com a televisão e sempre se depara com o problema. Não queremos fazer televisão, queremos fazer o Porta dos Fundos na televisão", diz.

Questionado se, caso fosse um canal de TV, estaria preocupado com o sucesso que programas como “Porta dos Fundos” e “Galinha Pintadinha” estão fazendo, Prado respondeu que “sim, estaria bastante. Mas talvez as telas hoje mais convivam do que roubem (audiência) uma das outras. No fim, o conteúdo está no centro, não mais o aparelho”.

Confira os vídeos com os melhores momentos do painel:

O modelo de negócios do Porta dos Fundos

A concorrência entre conteúdo online e a programação da TV

Porta dos Fundos na TV é improvável

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top