Cinema
21/01/2016, 17:08

BNDES financia criação e modernização de salas na região Sul

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou financiamento de R$ 12,6 milhões ao Grupo Econômico Arcoplex para construção de dois complexos cinematográficos em Gravataí (RS) e Araranguá (SC), além da expansão e modernização dos complexos já existentes nas cidades catarinenses de Itajaí e Jaraguá do Sul.

Os recursos são provenientes do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) e do Programa para o Desenvolvimento da Economia da Cultura (BNDES Procult), sendo R$ 10,6 milhões do primeiro e os restantes R$ 2 milhões do segundo.

Todas as novas salas terão bilheteria e bombonière informatizadas, poltronas numeradas e vendas de ingressos antecipada. A projeção será digital e algumas salas contarão com recursos de projeção 3D. O investimento total da empresa no projeto está estimado em R$ 18,7 milhões.

As obras de expansão em Itajaí aumentaram de duas para quatro as salas de exibição do complexo de cinema da Arcoplex, que hoje conta com 613 lugares. Em Jaraguá do Sul, o complexo contará com mais duas salas além das três já existentes e um total de 939 assentos.

A cidade de Araranguá não tinha cinema até a implantação do empreendimento da Arcoplex, com duas salas e um total de 458 cadeiras. Gravataí também não conta com qualquer sala de projeção, apesar de se localizar na Zona Metropolitana de Porto Alegre. Em breve, a cidade terá um complexo de cinco salas com 939 assentos.

O Grupo Econômico Arcoplex atua no setor de exibição cinematográfica há 53 anos, com salas em cinco Estados (SC, RS, PR, SP, CE) e no DF. Considerando as salas criadas com a expansão em Jaraguá do Sul e em Itajaí, e os novos projetos de Araranguá e Gravataí, o grupo contará com 29 complexos e 93 salas em 23 cidades.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top