Associações
22/07/2003, 15:25

Apro apresenta modelos de trabalho e código de ética

POR REDAÇÃO

Aconteceu segunda-feira, 21, o evento II Fórum da Produção Publicitária, realizado pelas entidades ABA, ABAP, Abele, Abrafama, Abrafoto, Apro, Aprosom, Caras do Reclame, Sapesp, Sated, Secesp e Sindcine. No evento, além de uma nova tabela referencial de preços, definida em conjunto com a Abap (Associação Brasileira das Agências de Publicidade), a Apro (Associação Brasileira das Produtoras de Audiovisuais) que mostrou uma série de padrões de organização, ética e práticas de mercado, definidos para facilitar e profissionalizar a relação entre agências e produtoras.
O documento apresentado pela entidade conta com um novo modelo de contrato padrão e uma série de recomendações, como exigir da agência briefing, roteiro e story board antes de apresentar um orçamento. "É quase impossível fazer um orçamento justo a partir de um roteiro de três linhas", disse o presidente da Apro, Paulo Schmidt.
Quanto ao modelo de contrato, Andréa Barata Ribeiro, ex-presidente da Apro, recomendou "estar nos computadores de todas as agências e produtoras". Além disso, a Apro apresentou um selo, que deverá estar presente nos contratos dos afiliados à entidade.
Fazem parte do documento os seguintes pontos:
* Pedido de orçamento;
* Orçamento;
* Orçamento estimado detalhado;
* Orçamento resumido;
* Operacionalização;
* Faturamento;
* Responsabilidades;
* Guarda do material;
* Condições específicas;
* Contrato de produção
– Espelho do contrato de produção,
– Modelo padrão de contrato de produção,
– Pedido padrão de orçamento,
– Storyboard/roteiro,
– Carta-orçamento,
– Cronograma,
– Relatório das reuniões,
– Lista referencial de mídias e mercados;
* Autorização de faturamento;
* Pedido de cópias;
* Tabela referencial de preços Abap/Apro;
* Procedimentos para emissão do CPB (Certificado de Produto Brasileiro, exigido pela Ancine);
* Resumos do contratos de produção para a Ancine;
* Modelo de claquete;
* Legislação;
* Código de ética da Apro;
* Selo Apro.
O documento foi entregue aos participantes do evento e, segundo Paulo Schmidt, a Apro ainda está estudando uma maneira de divulgar o material aos associados e às agências que não estavam presentes.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top