Financiamento público
25/10/2011, 18:58

RioFilme investirá R$ 31 milhões em projetos de audiovisual

POR REDAÇÃO

A RioFilme anunciou nesta terça, 25, que investirá no ano que vem ao menos R$ 31 milhões em 70 projetos de empresas cariocas de audiovisual, entre filmes, festivais e ações de democratização do acesso. Segundo a empresa ligada à prefeitura do Rio, trata-se de um investimento recorde em sua história.

O valor a ser investido em 2012 pode superar o anunciado, uma vez que, além do investimento direto da RioFilme, se somarão os recursos da Lei Municipal de Incentivo à Cultura e do Funcine Rio 1 (fundo de investimento criado pela RioFilme em parceria com o BNDES, a Investe Rio, a Firjan e a Lacan Investimentos, que terá R$ 18,5 milhões e começará a investir em 2012).

Novo fundo

Entre as novidades está a criação do Programa de Fomento ao Audiovisual Carioca (FAC), que prevê um investimento não-reembolsável de R$ 10 milhões por meio de cinco linhas: desenvolvimento de longas, desenvolvimento de TV, produção de curtas, produção de documentários para TV e produção e finalização de longas.

Além do valor destinado pela RioFilme, o FAC terá ainda R$ 1 milhão do Canal Brasil (em regime de coprodução) e R$ 100 mil do Instituto Oi Futuro (prêmio de aquisição), de forma a garantir a exibição dos filmes realizados através das linhas de produção de documentários para TV e de curtas está assegurada.

Os projetos serão selecionados por comissões, que serão formadas cada uma por quatro profissionais do setor e um representante da RioFilme. Os recursos deverão ser gastos no Rio. Apenas empresas sediadas na cidade poderão concorrer.

Veja como será distribuição de recursos nas cinco linhas:

  1. Desenvolvimento de projetos de longas – R$ 1,5 milhão (até R$ 150 mil por projeto)
  2. Desenvolvimento de projetos de TV – R$ 1 milhão (até R$ 150 mil por projeto)
  3. Produção de curtas – R$ 1,2 milhão mais R$ 100 mil do Oi Futuro (até R$ 80 mil por projeto mais R$ 10 mil de aquisição opcional)
  4. Produção de documentários para TV – R$ 1 milhão mais R$ 1 milhão do Canal Brasil (até R$ 300 mil por projeto mais R$ 200 mil em mídia)
  5. Produção e finalização de longas – R$ 5 milhões (até R$ 500 mil por projeto)

Além disso, R$ 300 mil serão destinados às despesas administrativas do fundo.

Os regulamentos do FAC ficarão em consulta pública entre os dias 11 e 25 de novembro e serão publicados no dia 2 de dezembro. As inscrições eram abertas no dia 12 de dezembro e vão até o dia 13 de janeiro de 2012. O resultado deve ser publicado no dia 2 de abril de 2012.

Investimento retornável

Além do FAC, a RioFilme terá R$ 10 milhões para operações reembolsáveis de investimento em filmes, focadas no êxito comercial dos projetos. Segundo a empresa, os investimentos retornáveis já apresentam recursos. Em13 lançamentos de filmes investidos em operações reembolsáveis, a RioFilme já atingiu 89% de retorno do capital investido. É provável que a empresa chegue a 100% até o final de 2011.

Também foi anunciado nesta terça o apoio à realização de eventos setoriais estratégicos, com investimento total de R$ 3,5 milhões, bem como a ações de democratização do acesso, também com R$ 3,5 milhões. O investimento feito no Funcine Rio 1 pela RioFilme será de R$ 4 milhões.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top