Audiovisual
27/10/2003, 18:02

Abert é contra reserva de tela na televisão

POR REDAÇÃO

O presidente da Abert, Paulo Machado de Carvalho Neto, em entrevista exclusiva à este noticiário, manifestou-se contra a possibilidade de ser estabelecida uma reserva de tela para o cinema brasileiro na televisão. O tema voltou a ser discutido com as afirmações do Ministério da Cultura e da própria presidência a respeito da transformação da Ancine (Agência Nacional do Cinema) em Ancinav (Agência Nacional do Cinema e do Audiovisual).
Machado de Carvalho considera que a presença do cinema brasileiro na televisão será uma imposição do próprio mercado e do interesse dos telespectadores em assistir boas produções nacionais. Para o presidente da Abert, nenhuma imposição legal será proveitosa para o desenvolvimento conjunto do cinema e da televisão, que, para ele, já mostraram que têm capacidade de ocupar os espaços ?antes dedicado às produções estrangeiras?. Citando como exemplo o lançamento do filme e do DVD baseado no programa ?Os Normais? da Rede Globo: ?neste final de semana eu tentei comprar o DVD para minha nora e não consegui achar em lugar nenhum e também não consegui comprar ingresso para ver o filme no cinema?. Refletindo sobre a razão de tanto sucesso, Machado de Carvalho lembra a qualidade da produção audiovisual da Globo, mas admite também que o lançamento do produto em novas mídias foi muito bem feito.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top