rioseminars
30/09/2003, 19:01

Evento discute crescimento do mercado de documentários

POR FERNANDO LAUTERJUNG

O tema dos seminários de desta terça, 30, no rioseminars, que acontece até o dia 8 de outubro no Rio de Janeiro, foi o "boom" dos documentários. Como explicou em sua apresentação o diretor norte-americano Robb Moss, de "The Same River Twice", o entusiasmo com os documentários por parte das distribuidoras deve-se ao sucesso do documentarista Michael Moore, que arrecadou nas bilheterias em torno de US$ 20 milhões com seu último filme. Já o diretor também norte-americano St. Claire Bourne defende que o sucesso dos programas de realidade da TV, embora sejam falsos, colaboram com a popularizam de produções reais. Outro ponto defendido pelo diretor, desta vez apenas para o mercado norte-americano, o atentado de 11 de setembro fez com que o público buscasse informações para compreender a realidade.

Compradores

Já a diretora-presidente da TVE Brasil, Beth Carmona, disse não acreditar que está acontecendo o "boom" dos documentários. Para ela, houve um aumento significativo no número de produções, "mas não chega a ser um 'boom'". Beth afirmou ainda que o documentário feito para TV, apesar de ser apresentado pelo diretor à emissora, é um produto feito sob encomenda e que as redes sempre terão de interferir. Ela explica que é necessário saber explorar a linguagem televisiva, saber dividir em bloco, como acabar e como começar cada bloco etc.
Roberto Perez, do canal por assinatura GNT, discordou da diretora-presidente da TVE, dizendo que documentários não devem ser feitos exclusivamente para TV, mas para todas as janelas. Para ele esse é o único meio de bancar a produção.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top