Documentário
30/11/2009, 13:39

HD e produções para web oferecem boas oportunidades para o gênero

POR ANA CAROLINA BARBOSA

Consultores internacionais que participam do workshop do PIC DOC, programa internacional de capacitação em documentário promovido pelo BTVP, pela Apex e pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, destacaram na abertura do evento, nesta segunda-feira, 30, a importância do mercado de produção em alta definição e novas mídias. "Estamos comecando a pedir que nossos parceiros trabalhem com HD para poder programar também o nosso canal em alta definição", observa Michela Giorelli, diretora de produção e desenvolvimento da Discovery Latin America/US Hispanic. Norm Bolen, diretor-presidente da associação de produtores independentes de cinema e TV do Canadá (CFTPA), concorda com Michela e destaca outro segmento importante para realizadores de documentários: as novas mídias. "A TV comercial está em crise. O problema e estrutural. Os anunciantes não acreditam que estão tendo retornos satisfatórios com a mudança de hábitos de consumo de mídia, com a Internet, com o DVR". Collete Loumede, produtora sênior da canadense National Film Board também acredita que um bom caminho para o documentario é buscar temas que rendam histórias interativas porque assim e possível atingir a audiência jovem. "Esta é a minha principal missão. A TV não vai desaparecer, mas temos que produzir para as duas mídias. A web é nosso futuro", afirma.
PIC DOC
Até o dia 4 de dezembro, cerca de 80 profissionais, representantes dos projetos selecionados pelo programa, participam do workshop, no Rio de Janeiro, com representantes de canais de TV do Brasil e do exterior, produtores do Canadá, Estados Unidos, Finlândia, Franca e Inglaterra. Os especialistas vão orientar os participantes sobre o mercado internacional de documentários.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top