OUTROS DESTAQUES
PANORAMA INTERNACIONAL
Yankees vão à justiça contra Cablevision
quinta-feira, 02 de maio de 2002 , 15h30 | POR TOM SOUTHWICK

A briga entre o time de beisebol New York Yankees e a operadora de cabo Cablevision acabou chegando à Justiça nos EUA. O canal de TV do time processou a operadora, acusando-a de violar as leis antitruste.
A ação pode sinalizar o início do fim da disputa. Dificilmente um desentendimento entre programadoras e operadores chega às cortes, pois nenhum dos lados quer se arriscar a receber uma decisão definitiva, que alteraria fundamentalmente a relação entre as partes. Uma decisão dessas poderia dar a um dos lados uma posição privilegiada permanente nas futuras negociações, e nem programadoras nem operadoras estão totalmente confiantes de que venceriam a ação.
No final dos anos 80, uma disputa amarga entre a Jones Intercable e a USA Networks foi resolvida no tribunal. Assim como o processo da Viacom contra a Time Warner Cable na década passada.
A disputa Yankees-Cablevision envolve o canal que o time nova-iorquino fundou no ano passado para transmitir suas partidas. Eles exigiram que as operadoras de Nova York carregassem o canal em seus pacotes básicos, pagando US$ 2 mensais por assinante. A Cablevision se recusou, dizendo que o preço era muito alto e que isso traria um peso desnecessário a seus assinantes, pois muitos dos quais não têm interesse por beisebol.
O impasse não se resolveu antes da abertura da temporada, o que significa que os torcedores já perderam um mês dos jogos de seu time na TV.
Os Yankees dizem que, ao recusar-se a transmitir o canal, a Cablevision viola as lei antitruste, valendo-se de sua posição monopolista na maior parte da cidade de Nova York, impedindo o canal de fazer negócios.
Mas o mais provável é que o assunto seja resolvido entre as partes antes de ir a julgamento. Se a corte julgar a favor da Cablevision, as operadoras ganhariam um enorme poder em suas negociações com as programadoras. E se os Yankees ganharem, será muito difícil no futuro as operadoras se recusarem a carregar qualquer canal.
(N.E.:Leia na revista Pay-TV de maio uma matéria explicando em detalhes a briga entre os Yankees e a Cablevision.)

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top