Socorro à mídia
02/06/2004, 18:24

BNDES aguarda sugestões de senadores

POR REDAÇÃO

Sobre proposta do BNDES para ajudar as empresas de comunicação em dificuldades financeiras, Carlos Lessa, presidente do banco, afirmou nesta quarta, 2, que "a bola agora está com o Senado". "O que eu fiz, por uma cortesia do senador Osmar Dias, presidente da Comissão de Educação do Senado, foi pedir aos senadores que apresentassem suas sugestões em relação à proposta", diz Lessa. Para o presidente do BNDES as críticas de que os valores previstos são insuficientes para o tamanho das dívidas das empresas, não procede: "R$ 2 bilhões não é pouco dinheiro de forma alguma. Pelas informações que tenho, existem no setor cerca de 2,5 mil empresas de portes diversos com dívidas diversas. Além do mais, o financiamento da dívida não está restrito ao BNDES, uma vez que para conseguir o dinheiro com o banco estatal, as empresas terão que conseguir dos outros bancos credores o refinanciamento de suas dívidas. Emprestar o dinheiro para as empresas sem esta condição, seria trocar seis por meia dúzia", afirmou Lessa.
O presidente do banco lembrou ainda que o setor emprega 500 mil pessoas e que, por esta razão, a proposta, além do caráter de soberania, defendendo um setor de comunicação robusto, a operação tem um caráter social por garantir empregos dos mais diversos níveis: "desde o profissional menos qualificado até a sumidade intelectual que escreve, filma, etc".
Lessa fez as declarações na Câmara dos Deputados após o cancelamento da audiência pública em que ele seria ouvido pela Comissão de Fiscalização e Controle. A reunião foi cancelada por impedimento regimental, uma vez que o plenário da casa já havia iniciado o processo de votação do novo salário mínimo.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top