Audiência
02/12/2009, 22:09

ABA e Abap saem em defesa do Ibope

POR REDAÇÃO

A Associação Nacional de Anunciantes (ABA) e a Associação Brasileira de Agências de Publicidade (Abap) divulgaram um comunicado nesta quarta-feira, 2, em defesa do Ibope. O instituto de pesquisa tem sido alvo de críticas por falhas no sistema de medição que teriam ocorrido nos últimos dias.
De acordo com o comunicado, "o sistema brasileiro de mensuração de audiência de TV, operado pelo Ibope (aqui e em diversos países da América Latina), tem o objetivo de servir ao mercado publicitário como um todo, não se atendo aos interesses específicos de uma empresa ou grupo em particular, seja do setor de anunciantes, seja do setor de agências, seja do setor de veículos".
O Grupo de Mídia se junta às duas associações para reafirmar a confiança no sistema adotado no país "pois é um sistema de padrão internacional, de alto nível de excelência, existente em diversos mercados, devidamente adaptado para o Brasil, adotado por todas as redes de TV nacionais e utilizado como padrão de referencia por anunciantes e agências."
Ainda segundo o comunicado, o sistema brasileiro de mensuração de audiência de TV é "permanentemente monitorado pela Comissão ABAP-Redes e está em constante evolução, sendo periodicamente auditado pela Ernst & Young, maior autoridade nesse assunto em todo o mundo".
Record
A Record, em reportagem veiculada no programa "Domingo Expetacular", no dia 29, atacou o Ibope questionando a imparcialidade do instituto. A matéria tratava de uma pane no sistema de medição minuto a minuto do Ibope no dia 22 de novembro. Por volta das 22h30 daquele dia, o sistema saiu do ar, com o programa "A Fazenda" à frente do "Fantástico". Quando o sistema de medição voltou, minutos depois, a Globo estava em 1º lugar. Os consolidados no dia seguinte apontaram vantagem da Globo sobre a Record. Particularmente no duelo entre os dois programas noturnos, o "Fantástico" bateu "A Fazenda" por 20 a 14 pontos.
A matéria mostrava ainda que a assessoria de imprensa do Ibope alegou que houve um erro de transmissão das operadoras de telefonia móvel responsáveis pela transmissão dos dados. À reportagem da Record, a Vivo e a Tim negaram a informação. No momento da reportagem, o sistema do Ibope falhou novamente.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top