OUTROS DESTAQUES
Operadores não ligados à Globo se unem pelo capital estrangeiro
quarta-feira, 03 de janeiro de 2001 , 22h40 | POR REDAÇÃO

A assembléia da ABTA que discutiria a questão do capital estrangeiro no dia 21 de dezembro, e que não foi realizada, surtiu um efeito curioso: fez crescer ainda mais o movimento em favor da liberação do capital estrangeiro por parte dos operadores que não são ligados à Globo. A questão volta a ser discutida em assembléia no dia 16 de janeiro. Há a convicção entre boa parte dos associados de que será necessária uma negociação com a Globo Cabo que, segundo diversas fontes presentes no encontro de dezembro, deu sinais de que estava evitando a realização da assembléia. As empresas ligadas à Globo, que têm mais de trinta votos na ABTA, não se mobilizaram e tiveram apenas um representante na reunião. Ficaram faltando, então, seis votos (havia 55 votos na sessão, representando praticamente todas as outras empresas do setor) para que a assembléia pudesse ser realizada.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top