OUTROS DESTAQUES
Ancine
Aprovação da MP é fundamental para saúde da TV paga
quarta-feira, 03 de abril de 2002 , 21h31 | POR SAMUEL POSSEBON

O fluxo de dinheiro entre operadoras e programadoras simplesmente parou desde a desvalorização cambial de 2001, em função da renegociação de valores. A situação se agravou ainda mais, segundo operadores, depois que começou a confusão sobre as regras de programação criadas pela Ancine. Segundo fontes do mercado, se a MP 17 (que estabelece as condições para que as programadoras estejam regularizadas junto à Ancine) não for aprovada rapidamente, os operadores continuarão não pagando, por orientação de advogados. Soma-se a isso a situação delicada de caixa da maior operadora do país, a Globo Cabo, e o resultado é um mercado congelado.
Tudo deve melhorar no momento em que o fluxo de dinheiro de restabelecer das operadoras para as programadoras, o que depende da aprovação da MP 17 na próxima semana. O estímulo à produção nacional também gerado pela MP 17 deve levar algum tempo para ter reflexos (de seis meses a um ano, dizem especialistas), mas também será um agente estimulador do mercado. Por fim, aguarda-se os efeitos que a injeção de capital na Globo Cabo e sua nova estratégia de crescimento terão no mercado de TV paga como um todo. Esse fato deve começar a ser sentido efetivamente a partir de maio, quando a Globo Cabo inicia seu road show como novo plano de crescimento.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top