Publicidade
03/10/2007, 17:38

Para agências, realidade multiplataforma não assusta

POR DANIELE FREDERICO

O surgimento das novas plataformas parece não assustar publicitários de algumas das maiores agências do País. Seguros de que as agências tradicionais não perderão terreno para agências segmentadas, como as de Internet, alguns vêem as mudanças da mesma forma como aquelas que aconteram no passado, quando se achava que novos meios destruiriam os antigos. ?O mito do momento é a multiplataforma?, diz Silvio Matos, da agência MatosGrey, durante o painel ?Criação Brasileira na Hora da Verdade ? As Novas Fórmulas do Processo Criativo num Ambiente Multi-plataforma?, realizado nesta quarta-feira, 3, no Maxi Mídia 2007.
Ao contrário das agências tradicionais, Pedro Cabral, da Agência Click, especializada em Internet, discorda que a multiplataforma seja apenas um mito. ?O hábito do consumidor mudou. Hoje o público está mais fragmentado e ?multitask?, e isso muda também os hábitos de mídia?, diz.
Segundo o presidente da DM9DDB, Sérgio Valente, poucas agências que decidiram segmentar os seus negócios (criando agências focadas apenas em Internet, por exemplo) deram certo, e afirma ainda que a agência deve estar preparada para criar, independente da plataforma. ?Acreditamos em trazer para dentro da agência as novas plataformas e usar o nosso pessoal de criação?, disse. ?É preciso parar de olhar a plataforma para olhar o produto?.
Matos defende a posição das agências tradicionais e completa com uma comparação com as preferências do cliente. ?O mito não é ruim, mas convença o Samuel Klein a colocar o produto dele na Internet e tirar da Globo?, provoca. ?O modelo tradicional não vai acabar. O que vai haver é uma compensação de mercado, como já aconteceu no passado?, conclui.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top