Socorro à mídia
03/11/2003, 21:16

BNDES receberá informações sobre grupos de mídia regionais

POR REDAÇÃO

A informação não é confirmada pelo presidente da Abert, Paulo Machado de Carvalho Neto, mas tudo indica que entre os próximos dez a 15 dias o BNDES receberá novamente a consultora Maria Silvia Bastos para ouvir detalhes do projeto de criação de uma linha de crédito especial ao setor de comunicação. O banco estatal, na semana passada, ouviu a primeira parte do estudo, baseado sobretudo nos números dos principais grupos de mídia. Tratou-se de uma apresentação recheada de dados financeiros mas pouco representativa do universo das comunicações brasileiras. As associações Abert, Aner e ANJ estão preocupadas em tornar a proposta do BNDES o mais universal possível, até para não despertarem animosidades entre pequenas empresas e grupos de comunicação. Nesse sentido, a próxima apresentação deverá trazer dados da realidade regional.

Complicação

Como já divulgou este noticiário, existe resistência por parte da diretoria do BNDES em relação a uma ação especial do banco para ajuda aos grupos de comunicação. Considera-se que as empresas foram inábeis, no passado, ao lidar com investimentos e o surgimento de novas tecnologias. Por outro lado, sabe-se que é uma preocupação central do governo dar à mídia tratamento especial, pois o setor é tido como estratégico. Não se sabe como essa vontade política vencerá os obstáculos técnicos do BNDES.
Também existem, no conjunto de empresas de comunicação, divisões internas, sobretudo entre os que têm e os que não têm dívidas. Estas divisões também criam problemas para a definição de um programa de apoio estatal ao setor.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top