Propriedade cruzada
04/06/2003, 20:59

Flexibilização valoriza emissoras nos EUA

POR REDAÇÃO

O anúncio da flexibilização das normas de propriedade cruzada na mídia norte-americana fez com que os investidores aumentassem a demanda por ações de estações de TV e operadoras de TV a cabo. Nos últimos cinco dias úteis, o segmento de broadcasting teve alta de 4,22%, face a um aumento de 2,45% do índice Dow Jones. Note-se, porém, que as mais valorizadas foram as companhias de menor porte, porque se espera uma corrida das grandes redes em busca de jóias pequenas. O grande destaque, porém, é uma operadora de cabo, a Charter. Suas ações subiram 30% na semana e 166% no ano.
Das grandes, apenas a Disney registrou uma alta expressiva de quase 10% nos últimos cinco pregões. Ela, que já controla a ABC, é a mais séria concorrente à compra da Hearst-Argyle. A Viacom (CBS) e a AOL subiram em torno de 3%. Nesse processo, o pior pedaço é dos grandes jornais. Apenas o Washington Post foi destaque.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top