Mercado
04/06/2012, 18:05

"O licenciamento é para poucos", diz David Diesendruck, da Redibra

POR REDAÇÃO

“O licenciamento é para poucos”. A frase é de David Diesendruck, da Redibra, que participou do Fórum Brasil de Televisão. Segundo ele, há um volume muito grande marcas e personagens, mas poucas empresas que licenciam. “Temos na TV em torno de 150 desenhos, todos querendo ser o próximo Pokémon ou Bem 10”, disse. “Mas só existem duas empresas de calçados, por exemplo, que licenciam os personagens”, completou.

Para Reynaldo Marchezini, da Flamma, o fortalecimento da classe C pode ajudar a aumentar o número de empresas licenciadas. “O grande volume de produtos licenciados é para as classes B e C”, concorda Diesendruck.

Marchezini cita ainda a cauda longa e a segmentação como formas de explorar o licenciamento. “Há poucas empresas que licenciam, porque o espaço é restrito nas lojas físicas. Mas o crescimento do comércio eletrônico permite explorar os nichos sem disputar este espaço nas lojas”, exemplifica.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top