Programação
04/06/2012, 22:12

Telecine terá de ampliar participação de filmes brasileiros para se adequar à lei 12.485

POR LIZANDRA DE ALMEIDA

A palavra de ordem para os canais Telecine é blockbuster. Segundo o diretor geral da Rede Telecine, João Mesquita, dos 100 filmes que levaram 2 milhões de espectadores aos cinemas brasileiros, dois terços foram exibidos no Telecine. Desses, 13 eram brasileiros – e todos foram exibidos. Filmes brasileiros que ultrapassaram a marca dos 500 mil ingressos também integraram a programação.

“Não exibimos esses filmes por altruísmo, mas porque a produção brasileira é atraente”, afirmou. “Se pegarmos dois filmes que tiveram a mesma bilheteria, um estrangeiro e outro brasileiro, o brasileiro dará mais audiência.”

Para se adequar às exigências da nova lei 12.485, a Rede terá de incluir filmes brasileiros em sua programação. Canais como o Telecine Cult, por exemplo, que praticamente não apresentava filmes brasileiros, agora terá de contar com eles. “Costumávamos deixar esses filmes para as faixas especiais do Canal Brasil, nosso vizinho, com quem nos damos muito bem. Agora teremos de fazer um acordo de cavalheiros”, explicou. “Não faz sentido um canal concorrer com outro, tínhamos muito claro o perfil de cada um, mas vamos ter de nos adaptar.”

Os canais Telecine atualmente também investem em coproduções, mas, segundo Mesquita, especialmente para a divulgação dos produtos nacionais. “Temos um foco muito específico que é a exibição de filmes. Então investimos um pouco para a disseminação dos filmes no cinema, mas não há muito sentido em colocar tão pouco dinheiro em produção.”

Programas sobre cinema e interprogramas também não estão nos planos da Rede Telecine. “Já tivemos o Cine View, mas nunca soubemos de ninguém que assinasse os canais por causa disso. Nosso público quer ver filmes e isso é que vamos mostrar. Não vamos tirar espaço dos filmes da grade para colocar programas”, afirmou.

João Mesquita falou no F'orum Brasil de Televisão.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top