OUTROS DESTAQUES
Ministério da Cultura diz que "pacotão" do audiovisual sai para consulta V
quarta-feira, 04 de julho de 2001 , 21h48 | POR REDAÇÃO

Fontes ligadas ao Gedic alertam que a reclamação dos programadores e estúdios norte-americanos é descabida porque já hoje deveria ser paga uma taxa pela importação de material audiovisual em qualquer mídia (inclusive satélite), mas poucas são as programadoras e distribuidoras estrangeiras que o fazem. Em geral, elas contestam na Justiça a legalidade deste pagamento. De fato, quem não paga esta taxa não o faz porque considera que falte base legal para isso, já que a lei que impõe tais pagamentos é de 1975, quando outras mídias (como TV paga, home video, DVD etc) não estavam previstas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top