OUTROS DESTAQUES
ABTA não quer cobrança do Fust agora
segunda-feira, 04 de outubro de 1999 , 23h07 | POR REDAÇÃO

A ABTA não considera razoável a cobrança de mais um imposto nesse momento de maturação e crescimento da indústria. Alexandre Annenberg, presidente da associação, referiu-se especificamente à cobrança do Fust (Fundo de Universalização das Telecomunicações). Caso o projeto do fundo seja aprovado na Câmara como está, onerará as empresas de telecomunicações (o que envolve empresas de TV paga) em 1% sobre a receita bruta. Annenberg também atacou duramente o fato de o Ecad e o Conselho de Cinema cobrarem taxas pelos diretos de reprodução, respectivamente, de músicas e filmes pelas operadoras.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top