Programação
05/02/2014, 23:44

ESPN norte-americana aposta na Copa do Mundo como seu maior evento

POR SAMUEL POSSEBON, DE NOVA YORK, A CONVITE DA ESPN

Ao mesmo tempo em que a ESPN reforça, no Brasil, a presença do futebol americano, nos EUA a ESPN local está tratando a Copa do Mundo do Brasil como o evento esportivo mais relevante da emissora. É um esforço crescente que já havia começado em 2010, com a transmissão da Copa do Mundo realizada na África do Sul e que no Brasil promete ganhar uma dimensão sem precedentes. Além de todo o esforço que está sendo realizado pela ESPN brasileira para cobrir a Copa, o que já seria natural por conta de a programadora ter os direitos partilhados de transmissão, a ESPN norte-america e a ESPN Internacional, que transmite para a América Latina, terão uma estrutura específica, que envolverá mais de 300 profissionais. A decisão de investir tão agressivamente no "soccer", que nunca foi dos esportes mais populares nos EUA, se deve ao fato de que é uma modalidade que cada vez mais conta com a atenção dos norte-americanos, cuja seleção nacional tem consistentemente participado dos grandes eventos com algum protagonismo, existe um grande interesse jovem no esporte, e o mercado latino é gigantesco nos EUA.

Por isso, a ESPN está montando um estúdio de grande  no Clube dos Marimbás, em Copacabana, para atender especificamente as necessidades das equipes dos EUA e América Latina, que terão diversos programas ancorados de lá, além dos programas específicos da Copa do Mundo. Também haverá um esquema especial de acompanhamento das seleções dos EUA, do México e demais seleções da América do Sul e Central, que geram maior audiência no mercado norte-americano. A expectativa é grande sobre o confronto entre México e Brasil na primeria fase, que deve representar uma das maiores audiências dos EUA em função do mercado de mais de 50 milhões de hispânicos. A ESPN norte-americana já está com as cotas de publicidade para a Copa de 2014 esgotadas e a mobilização da programação em torno do evento já começou. A ESPN tem os direitos exclusivos em língua inglesa para a transmissão da Copa para os EUA.

Paralelamente a esse esforço, está sendo preparada uma grande investida online com o portal ESPNFC.com, principal marca da ESPN para futebol na Internet. Serão integradas e unificadas as coberturas em mais de nove países, incluindo EUA, Brasil, demais países da América Latina onde a ESPN tem presença, Reino Unido e Austrália.

A ESPN não tem os direitos sobre as olimpíadas (exclusivos da NBS), mas ainda assim mobiliza um grande esforço de cobertura, que não se compara ao que está sendo preparado para a Copa do Mundo do Brasil.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top