OUTROS DESTAQUES
Revisão do modelo
Operadores descartam consultoria e buscarão unir poder de compra
sexta-feira, 05 de abril de 2002 , 18h24 | POR SAMUEL POSSEBON

O resultado do trabalho de revisão do modelo de TV por assinatura iniciado pela ABTA no dia 25 de março deu na quinta, dia 4, mais um passo importante. Em reunião de diretoria, a associação discutiu o que se pode aproveitar do workshop realizado pela consultoria Accenture, e as conclusões foram as seguintes: 1) não será uma consultoria externa quem dirá às empresas do setor qual o problema e quais as soluções e; 2) todos mostraram comprometimento com a mudança. Por enquanto, esse movimento está restrito aos operadores, com alguma participação pequena dos programadores. Ou seja, o mais provável é que a Accenture, se for continuar prestando alguma forma de serviço para a ABTA, apenas coordene reuniões entre os próprios operadores.
Segundo fontes ouvidas por PAY-TV News, tudo caminha para que os operadores se unam para marcar posição com relação à programação, vista como o principal problema no atual cenário. Há até quem fale em Neo TV e Net Brasil do mesmo lado em um futuro não muito distante, posição esta que não é consensual. O que alguns operadores querem é rever não só a forma de relacionamento com as programadoras, mas também a forma como os canais são feitos, com o objetivo de torná-los mais adequados ao que o público brasileiro quer, no entendimento dos operadores. "É a única forma de mostrar que TV por assinatura tem algum valor", comenta um operador.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top