Programação
05/05/2003, 19:11

CCS deve recomendar que operadoras negociem com Canal Brasil

POR REDAÇÃO

A representante dos artistas no Conselho de Comunicação Social (CCS), Berenice Bezerra, entregou nesta segunda, 5, durante a reunião mensal do CCS, seu parecer sobre o pleito do Canal Brasil. O canal exige providências junto a várias autoridades para que as operadores de TV a cabo distribuam um canal de conteúdo cinematográfico 100% nacional, como estabelece um regulamento do Ministério da Cultura.
A conselheira considerou consistentes os argumentos e documentos apresentados pelo canal e propôs que o Conselho recomende a todos os operadores de TV paga que negociem com o Canal Brasil, para que ele entre no line-up dasoperadoras como o canal dedicado às obras audiovisuais brasileiras. Além disso, Berenice Bezerra recomendou que o CCS informe sua posição ao Ministério das Comunicações, da Cultura e Anatel e solicite que o Minicom oficie a decisão a todas as operadoras de TV por assinatura.
Segundo o parecer, o assunto deverá ser incluído na pauta de discussões do grupo de trabalho que será formado para discutir o projeto de lei 175/2001, do senador Ney Suassuna, e outras alternativas para a crise do setor de TV paga. Por fim, a conselheira sugere a realização de uma audiência pública para discutir o tema, com a presença de Wilson Cunha como representante do Canal Brasil; Arnaldo Carrilho, presidente da Riofilme; Alex Patez Galvão, representante do audiovisual da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) e; Gabriel Priolli, presidente da Associação das TVs Universitárias do Brasil. O parecer de Berenice Bezerra será votado no Plenário do CCS na reunião que acontecerá no mês de junho.

Política

Berenice Bezerra aproveitou a reunião do Conselho de Comunicação Social para manifestar a preocupação da classe artística com a política de incentivo cultural das empresas estatais. Na sua opinião, o Governo pode estar querendo ter uma ingerência política sobre os projetos artísticos. A conselheira sugeriu que seja realizada uma audiência pública com Luiz Gushiken, secretário de Comunicação da Presidência; o ministro da Cultura, Gilberto Gil e; o presidente da Ancine, Gustavo Dahl. O assunto deve ser examinado durante a próxima reunião do Conselho.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top