OUTROS DESTAQUES
Empacotamento
NCTA publica estudo contra modelo à la carte
quarta-feira, 05 de maio de 2004 , 14h21 | POR REDAÇÃO

O evento anual da NCTA, a associação dos operadores de cabo dos EUA, teve em vários momentos manifestações contrárias às pressões políticas para que a indústria de TV por assinatura dos EUA adote o modelo de comercialização dos canais na forma à la carte, ou seja, cada assinante escolhendo apenas os canais que quer para o seu pacote. No último dia do evento, entretanto, a associação decidiu manifestar definitivamente sua posição e publicou um documento de mais de 20 páginas com as razões pelas quais o modelo à la carte é inviável. O documento servirá de base para o trabalho político da associação em relação a esse tema. A íntegra do documento está disponível no site da NCTA (www.ncta.com).
Segundo o documento, o modelo à la carte inviabiliza economicamente a maior parte dos canais, o que reduziria a diversidade. Para que os canais hoje nos pacotes básicos e intermediários possam se viabilizar na forma à la carte, seria necessário um significativo aumento de preços ao consumidor.
A pressão política para a adoção de um novo modelo de empacotamento decorre basicamente do surgimento de novos canais digitais e dos recentes aumentos nas mensalidades do serviço de TV paga. Para a associação dos operadores de cabo dos EUA, entretanto, as redes ainda não estão prontas para a implementação de um modelo como esse. Nem vão estar.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top