OUTROS DESTAQUES
Espelhos podem se interessar por redes de cabo
quarta-feira, 05 de agosto de 1998 , 23h10 | POR REDAÇÃO

Pelas regras do edital de licitação das empresas-espelho, que concorrerão com as empresas do sistema Telebrás, há duas variáveis que pesam na decisão do vencedor: quem se comprometer a atender mais gente (o que pesa 70% dos pontos) e quem pagar mais (o que pesa 30% dos pontos). Dentro dos pontos atribuídos ao atendimento, leva vantagem, segundo os analistas, quem se comprometer a atender no menor tempo possível localidades com menos de 50 mil habitantes ou com mais de 200 mil habitantes. Assim, as empresas-espelho naturalmente terão mais interesse em redes de cabo que fiquem em cidades com mais de 200 mil habitantes, uma vez que cidades menores não precisarão ser atendidas com tanta velocidade e, no caso dos municípios com menos de 50 mil, o WLL deve ser a principal tecnologia de acesso.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top