OUTROS DESTAQUES
Publicidade
Redes abertas querem tirar anúncios locais do cabo na Argentina
segunda-feira, 05 de setembro de 2005 , 18h03 | POR REDAÇÃO

No último dia 23 de agosto a Procuradoria do Tesouro da Nação da Argentina repassou ao Comitê Federal de Radiodifusão daquele país (Comfer) uma norma que limita a publicidade nos canais de TV paga daquele país. Segundo a resolução, pode haver no máximo 12 minutos de publicidade por hora, para o conjunto dos sinais distribuídos por um mesmo sistema, com exceção dos canais que tenham pelo menos 51% de conteúdo nacional.
O tema foi interpretado como uma afronta da TV aberta contra a TV a cabo, em especial no interior do País.
Na legislação argentina, a Lei de Radiodifusão considera a TV paga como um serviço complementar, estando portanto sujeito às mesmas normas que a TV aberta. Aparentemente, a causa de desconforto dos canais abertos nem seria a inserção de publicidade colocada pelos programadores internacionais na sua origem, mas sim pelos anúncios locais inseridos pelos próprios operadores nos programas de maior audiência, prejudicando a venda local de publicidade das redes abertas. Os canais de maior audiência no interior do país são exatamente os que são gerados em Buenos Aires, além dos que têm futebol. A polêmica envolve as entidades do setor, como ATA, ARPA, ATVC e Cadissa. As informações são do noticiário argentino Prensario, que dedica editorial da sua edição de setembro ao assunto.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS
Não Eventos
Top