OUTROS DESTAQUES
Grupos começam a fazer mistério sobre estratégia para editais
quarta-feira, 05 de novembro de 1997 , 23h45 | POR REDAÇÃO

Já começam a surgir os primeiros grupos que garantem estar prontos para entregar as propostas. Estes grupos preferem não apresentar suas dúvidas sobre o edital à Comissão de Licitação, apostando apenas na opinião consensual de advogados contratados na hora de fechar a proposta, mesmo que isso signifique um risco maior de terem problemas posteriores. Esta tática agressiva tem por objetivo impedir que a concorrência seja alertada sobre pontos complicados dos editais. Além do medo de alertar a concorrência, algumas destas empresas apontam como argumento favorável ao silêncio o fato de as comissões de licitação, em geral, só fornecerem respostas "quase monossilábicas". Este tipo de resposta pouco esclareceria no caso dos pontos mais complicados e por isso vale mais a pena apostar na interpretação de advogados. A estratégia também faz parte de uma política de disputa dos editais nos aspectos jurídicos. De acordo com empresas consultadas por PAY-TV Real Time News (principalmente aquelas que perdem pontos na restrição à propriedade cruzada), a melhor maneira de compensar desvantagens na hora da disputa é simplesmente tentar eliminar a concorrência justamente nos meandros do processo, na documentação, antes da fase onde o que conta são os pontos. Em outras palavras, tentar impugnar ou inabilitar o concorrente. Um filme que pode ser visto com antecedência na disputa pela banda B.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top