OUTROS DESTAQUES
NCTA
Confira os últimos números do mercado dos EUA
segunda-feira, 06 de maio de 2002 , 15h21 | POR REDAÇÃO

Como faz anualmente, a NCTA divulgou durante a Cable 2002, que acontece esta semana em New Orleans, os últimos números referentes à indústria de TV a cabo nos EUA. Confira os principais:

* Investimentos: US$ 60 bilhões desde 1996 (quase US$ 1 mil por assinante), sendo a maior quantia (US$ 14,3 bilhões) investida no ano passado. Este ano devem ser investidos cerca de US$ 12,9 bilhões.

* Existem 73 milhões de assinantes de cabo para 105 milhões de domicílios com TV, o que dá uma penetração de cabo na casa dos 69%. Existem 10 mil operadoras que faturam anualmente US$ 51,6 bilhões.

* Cerca de 87% das redes estão em 550 MHz ou mais. 74% das redes estão acima de 750 MHz. Mais de 70 milhões de lares são servidos por redes bidirecionais ativadas.

* No final de 2001, eram 7,2 milhões de assinantes de Internet banda larga, aproximadamente o dobro do número de 2000. O market share do cabo (cerca de 60% dos usuários de banda larga) continua batendo o do ADSL.

* 83% dos operadores de cabo já tem alguma forma de serviço de vídeo digital (um crescimento de 40% em relação a 2000).

* Existiam em dezembro mais de 15,2 milhões de assinantes recebendo, via cabo, serviços digitais. Em 2000 esse número era de 9,7 milhões.

* Existem 1,7 milhão de assinantes de telefonia em redes de cabo, mas a maior parte pela Cox e AT&T (mais de 95%).

* Os guias eletrônicos de programação, oferecidos por redes digitais de TV paga, estão presentes em 33 milhões de lares (15,2 milhões de cabo e 17,6 milhões de DTH)

* O custo da programação para os operadores nos EUA subiu de US$ 5,6 bilhões em 1996 para US$ 9,3 bilhões em 2001.

* O preço médio da assinatura passou de pouco mais de US$ 25 no começo da década de 90 para cerca de US$ 40 no final do ano passado. Em compensação, a audiência dos canais pagos já supera a audiência dos canais abertos no horário nobre e fica em 49,3% na média geral.

* Existem 287 redes nacionais de canais pagos nos EUA, contra 145 em 1996 e 87 em 92.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top