Fórum Brasil de Televisão
06/06/2013, 09:43

Narrativas com valores universais aumentam potencial de exportação de programas infantis

POR LEANDRO SANFELICE

A presença de conteúdo local e global nas grades dos canais infantis e as características que eles buscam nas produções para comercializá-las no mercado global foram os temas debatidos em painel realizado pelo ComKids na última quarta, 5, dentro da programação com o Fórum Brasil de Televisão. O painel reuniu profissionais da Turquia, Holanda, Inglaterra e Colômbia.

“Quando buscamos um conteúdo para torná-lo global, queremos histórias boas, que passem valores universais para as crianças, como amizade e relacionamentos. Toda criança pode se relacionar com isso”, disse Helen MacAleer, diretora administrativa da Walker Productions, braço do grupo editorial The Walker Books Group, que busca, nas páginas dos livros, histórias com potencial para produzir animações com alcance global.

De acordo com MacAleer, a qualidade do projeto é o mais importante. “No fundo, se você tiver uma boa história, com ilustrações boas e personagens cativantes, provavelmente esse conteúdo poderá ser aproveitado em qualquer plataforma e em diferentes mercados”, diz.

Qualidade aliada com valores universais são as principais qualidades de uma produção global também na opinião do holandês Jan Willem, diretor criativo e chefe de programação infanto-juvenil do KRO Youth, que produz conteúdo pré-escolar e infanto-juvenil público na Holanda. “Tomamos a decisão, na TV pública dos países europeus, de focar na qualidade do conteúdo e não seu potencial comercial, que é uma consequência”, diz Willem. “O objetivo é fazer um produção universal para crianças. Uma história com crianças se divertindo e aprendendo uma nova receita, por exemplo, passa valores de amizade e aprendizado que estão muito presentes na vida de toda criança e por isso pode ser entendida em diversos países,” completa.

Valores locais

Único canal público com foco no público infantil da Turquia, o TRT Çocuk Kids tem como um de seus valores a promoção da cultura local em seus programas, assim como o incentivo á produção local da sua programação. De acordo com Sevilay Bozdemir, gerente do canal, mais de 80% da grade de programação do Çocuk é formada por programas locais. “Focar no conteúdo local, na cultura e história local, é uma boa estratégia quando você é um canal menor concorrendo com grandes canais de alcance internacional”, diz Sevilay.

De acordo com ela, as crianças se identificam mais com problemáticas que façam parte do seu dia a dia e gostam de aprender sobre a mitologia e a história do seu próprio país. Para manter uma programação predominantemente local, o canal trabalha principalmente com a produção independente do país. Cerca de 63% dos programas transmitidos pelo canal vem de produtores independentes locais. O restante está dividido entre produções do próprio Çocuk (23%) e produções compradas em mercados estrangeiros (14%).

A presença marcante de elementos culturais do país não é obstáculo para exportar as produções locais , diz Sevilay. De acordo com ela, o canal exporta conteúdo para diversos países de origem árabe e turca e até mesmo para os Estados Unidos. “Desde que seja um programa de qualidade com uma narrativa interessante, o programa pode atrair crianças de todas as nacionalidades” diz.

De acordo com ela, o Çocuk, é o canal infantil mais assistido no país, mantendo-se à frente de concorrentes internacionais transmitidos pelos serviços de TV paga turcos. “Estar disponível gratuitamente também é uma grande vantagem para nós”, explica. Isso, diz, permite mais liberdade para trabalhar o conteúdo na web.

Comentários

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

© 0-2017 Save Produções Editoriais. Todos os direitos reservados.
Top