OUTROS DESTAQUES
Medida provisória cria agência só para cinema. Audiovisual está fora III
quinta-feira, 06 de setembro de 2001 , 12h14 | POR REDAÇÃO

Alguns artigos das primeiras versões sobraram na MP publicada nesta quinta, 6. Um exemplo é o artigo 31, que obriga que a contratação de programação seja feita sempre através de empresa estabelecida no Brasil. As programadoras deverão abastecer a Ancine com informações atualizadas sobre a grade de programação e a responsabilidade sobre o conteúdo exibido será da empresa estabelecida no Brasil. Além disso, os canais que exibirem obras cinematográficas deverão pagar a taxa do Concine reajustada. Um longa, por exemplo, custará R$ 3 mil.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top