OUTROS DESTAQUES
Fusão Sky/DirecTV
Parecer técnico chega ao conselho da Anatel
quinta-feira, 06 de outubro de 2005 , 18h57 | POR SAMUEL POSSEBON

Chega à reta final, no que se refere à etapa Anatel, o processo de fusão entre Sky e DirecTV. O relatório técnico deixou esta semana a área de análise jurídica da agência, comandada pelo procurador Antônio Bedran. Está agora com a presidência da agência, onde será designado um relator que instruirá a votação dos demais conselheiros. Não há prazo nessa fase, mas como o processo de fusão está aberto desde novembro de 2004, a pressão deve ser grande. Uma vez aprovado pelo conselho diretor da Anatel, o relatório com as recomendações da agência segue para o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), que julgará se a fusão pode ou não acontecer e em que condições. O Cade, igualmente, não terá prazo para o julgamento e poderá pedir novos pareceres a outras instâncias, como a SDE (Ministério da Justiça), SEAE (Fazenda) entre outros órgãos.
Fontes próximas ao processo entendem que, pela primeira vez, a Anatel sugerirá algumas imposições em relação à política de conteúdos a ser praticada pela operadora resultante da fusão. Esta informação não é oficial, mas é segura. Já se sabe que a tecnologia, a marca Sky e o satélite da operadora serão utilizados após a fusão e que, provavelmente, a migração dos atuais assinantes da DirecTV será feita em condições que causem o mínimo impacto (possivelmente sem custo para o assinante). A DirecTV Group (que controlará a operação combinada) já manifestou, em diversas ocasiões, que não aguardará além de meados de 2006 para que a fusão seja julgada. A empresa diz que pode desistir de manter os investimentos no Brasil se o processo se arrastar indefinidamente.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top