OUTROS DESTAQUES
Não-oficiais argumentam que edital contraria leis III
quarta-feira, 07 de janeiro de 1998 , 23h20 | POR REDAÇÃO

Segundo os autores do mandado de segurança, o edital seria nulo porque não foram cumpridas exigências feitas pelo inciso II do artigo 18 da Lei de TV a Cabo. Este dispositivo prevê que o edital deva conter "a descrição das condições adequadas à prestação do serviço". Esta omissão impede os interessados de saberem se preenchem ou não as condições necessárias à prestação adequada do serviço. "O edital não especificou o padrão mínimo de qualidade", argumentam as empresas.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top