OUTROS DESTAQUES
Não-oficiais argumentam que edital contraria leis V
quarta-feira, 07 de janeiro de 1998 , 23h20 | POR REDAÇÃO

O último argumento refere-se ao fato de que "o edital não quantificou as concessões que estão sendo colocadas em licitação." Segundo os autores, é necessário que o edital defina se todas as concessões disponíveis nesta área estão sendo licitadas. "Se o mesmo espaço comercial será explorado por várias concessionárias outra será a proposta comercial a ser apresentada".

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top