OUTROS DESTAQUES
EUA
Valorização das ações de cabo é questão de tempo, dizem analistas
quarta-feira, 08 de maio de 2002 , 17h45 | POR REDAÇÃO

Por todos os fundamentos analisados, os operadores de TV a cabo, pelo menos nos EUA, têm tudo para enfrentar uma nova onda de valorização a partir do segundo semestre. Para Jessica Cohen, diretora da Merrill Lynch, todos os fundamentos econômicos estão adequados e o crescimento das margens de operadoras é inevitável. "No rumo atual, não há como o investimento feito nas redes não dar o retorno esperado", disse a executiva, que comandou o painel de encerramento da NCTA. Obviamente, sua opinião foi festejada pelos executivos de operadoras que participaram do debate. Eles lembraram, contudo, que não haverá no curto prazo uma onda de investimento nas redes como aconteceu nos últimos oito anos, período em que foram gastos, segundo a NCTA, US$ 60 bilhões. "O momento é para fazer com que todo o investimento feito dê dinheiro. E isso só acontece colocando novos produtos sobre a rede", diz Glenn Britt, CEO da Time Warner.

COMENTÁRIOS

Nenhum comentário para esta notícia.

Deixe o seu comentário!

EVENTOS

Principal encontro do mercado de satélites brasileiro

31 de agosto a 1 de setembro
Royal Tulip Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Top